10.3.09

Correspondência

Nos inícios de noite dos sábados ele saía. 
Caminhava em direção a um cyber-coffee, seis ou sete quadras adiante. 
Nem a chuva o importunava. 
Esperava pacientemente uns 30, 40 minutos, até folgar um computador. 
Tirou do bolso os óculos e uma pequena agenda. Dela, alguns endereços "XXX". 
Pesquisou site a site, feito perito CSI, foto a foto. Reservou numa pasta 20 fotos de sacanagem.
Anexou a um e-mail e enviou. Limpou os vestígios, pagou a conta e saiu, embaixo de chuva mesmo. "Já estava passando!". 
Sentou no canto mais escuro do bar da esquina. Uma, duas, três cervejas. 
Olhou o relógio, pediu uma cachaça, pagou a conta, atravessou a rua, a chuva não passou, entrou no prédio, no apartamento, afinal. Enxugou os cabelos numa toalha surrada, ligou o PC. Tinha chegado um único e-mail. 
Nele, atachado, 20 fotos de sacanagem.
(Bina Jares)

Nenhum comentário: