29.1.09

Isto não é um poema...

(Foto Calvin Jares  , All rights reserved)


Trecho do poema Splash, do livro "Essa loucura roubada que não desejo 
a ninguém a não ser a mim mesmo amém", do velho Bukowski.

(..) 
isto não é um poema. 
poemas são um tédio, 
eles te fazem 
dormir.

estas palavras te arrastam 
para uma nova 
loucura.


você foi abençoado, 
você foi atirado 
num 
lugar que cega 
de tanta luz.
o elefante sonha 
com você 
agora. 
a curva do espaço 
se curva e 
ri.

você já pode morrer agora. 
você já pode morrer do jeito 
que as pessoas deveriam 
morrer: 
esplêndidas, 
vitoriosas, 
ouvindo a música, 
sendo a música, 
rugindo, 
rugindo, 
rugindo.

Terrorista

(Cidade Velha. Foto Bina Jares  , All rights reserved)

Trecho do romance "Terrorista", de John Updike, falecido este mês.

"Os professores, cristãos débeis e judeus não praticantes, falam palavras vazias sobre a virtude e a honradez do autocontrole, porém seus olhares esquivos e suas vozes insinceras traem sua falta de fé. Eles são pagos para dizer essas coisas, pagos pela prefeitura de New Prospect e pelo governo estadual de Nova Jersey. Ahmad e os dois mil outros alunos os vêem se enfiando em seus carros depois das aulas no estacionamento apinhado, pontilhado de lixo, como tantos caranguejos pálidos ou escuros que voltassem a suas cascas, e são homens e mulheres como quaisquer outros, cheios de concupiscência e medo e paixão por coisas que podem ser compradas. Infiéis, pensam que a segurança está em acumular coisas deste mundo e nas diversões corruptoras da televisão. São escravos das imagens, imagens falsas de felicidade e riqueza. Mas mesmo as imagens verdadeiras são imitações pecaminosas de Deus, o único ser capaz de criar."


Geeks, correi. T-shirt by Kevin Tongue.


26.1.09

Mr. It



Papa Obama





Março maçã

março que me espere. march. e lá, que ande, na rede de tijolo e metal, e gente, e sons. metro em março. march.

março te vejo por lá. march. see ya. março maçã. apple. big. new.york.march.

Mão mulher



Bolinhas brancas



Clube Quente dos Sapatos Bicolores 

1- A cobrar
2- Frio coração quente
3- Garota cor-de-fogo 
4- Mulher não tem alma
5- De carona
6- Não saio do mar
7- Que se Dani
8- Um dente
9- Homem Fiel
10- Meu pote de gel azul
11- Bolinhas brancas
12- Marcela
13- Canção em si
14- Um dente a menos
15- Tabu se esvai (ao longo dos anos)


bolinhas brancas
sapatos bicolores
Composição: Vasquez / Mauricio Sobrinho

Vi teus pijamas, teu penhoar
Vi teus mamilos sem tu notar
Por entre elas um mundo novo eu conheci
Intumescidos, então os vi...

Bolinhas brancas, minhas cumplices, oh yeah!

Não tenha medo de um gesto indecente,
olhar é mais do que o suficiente
pr'uma criança tão carente.


23.1.09

Trilha da insônia



Depois da minha fase, ora em transe, perceptiva, volto a me comunicar com as palavras. Ainda 

não como queria eu. Ainda lento, mais percepção, visão, estética do acaso, a paixão simples, 

energias em sintonia, tolerância, lealdade - sabe o que é isso? Duvido! Foram palavras 

desgastadas, mal pintadas com a cor da mentira. Assim volto e vomito. Escarro e acendo o 

fogo que queima os nós. Nós de ciclos que encerram no início de outros, cada vez melhores, 

cada vez menos previsíveis.
Emilie Autumn é minha trilha da noite, da insônia. Companhia dessa violinista cantora e escritora 
californiana de Malibu,onde pus os pés sem sonhar um dia em que sua música simples, meio 

eletro, meio euro dance, mas com uma gostosa melancolia de quem sabe que isso é um 

sentimento, como a alegria. Lembra Yes? Ela lembra, em Organ Grind, sexta música do CD 

O'clock, minha segunda favorita. A primeira vai para a música que dá nome ao CD. Trilha 

perfeita pra Tins Burtons. Kraftwerk, cravo, italian opera burlesque com musical americano. 

Nada de samba do crioulo doido. Cascata de recicle da melhor qualidade. Arremate isso tudo
com com Chris Hynde. Emilie é quase um cover dela, minha amante da loja de chocolates, em My Fairweather friend.

Ora, devia estar sonhando...

www.myspace.com/emilieautumn
Ou vai procurar no mininova, vai.