22.10.08

Toca a fita

(Minha interferência na obra Kandingan, de Woff - http://wofflings.wofflehouse.com/?page_id=509)


A bola da vez é o Nervoso.
É. Ele. Nervoso e os Calmantes, ou ainda Catatau Nervoso.
Entre um e outro dia, Nervoso volta.
Cada vez mais fazendo sentido.
Clica na fita e curte, mas saca as letras fáceis e
possivelmente bobas.
As coisas são bobas mesmo - a não ser para os previsíveis -,
mas nem sempre possíveis.
Escuta Nervoso e suas cartas de amor e de desamor.
"As coisas são assim, tudo já tem um preço certo a pagar..."

Bônus
(pra cantar no chuveiro alheio)

Letra de Moça Mimada


Com que autoridade
Ela pensa que fala?
Está certa de que o mundo é seu quarto
E ainda exige compreensão

Está sempre dotada
De uma nova idéia
Acaba com os planos de quem a ama
E sempre reclama da vida

Pensa que jamais irá ficar para trás
E que todos adoram sua companhia
Tudo de lindo
Que a vida oferece

Oportunidades não merecidas
Muita gente dá valor
Parece que nada mais vai convencê-la
De que ter um sonho faz parte da vida
Um ser humano inerte não pode ser livre
Sem ter sede de luta
Simplesmente segue os passos de seus pais
Sua vida é como um corredor sem portas

Todos não querem sua companhia
Todos odeiam sua companhia
Todos abortam sua companhia...


Nenhum comentário: