22.10.08

Intuição


Cada vez mais atento
às palavras, aos movimentos.
Cada vez mais atento a 
tua fantasia. 
Veste-a e a despes,
sem nenhum pudor, sem vergonha,
sem direção, rumo.
Sobram uma trilha, uma fila, 
uma pilha de dor.

Cada vez mais atento recosturo, entrelaço
e faço de mim a minha fantasia.

Quantas mais serão? 
Qual o tema da nova coleção? 
A nova tendência?
Quantos cavalos morrerão 
para a felicidade do urubú?

Atento, cada vez mais.
Às palavras, ao movimento.
Atento: as paredes têm ouvidos.
Escarram bytes de visibilidade.

Atento, a rainha está nua.
Pronta para a próxima fantasia.
A bandinha toca a mesma música.
Repeat, repeat, repeat, repeat..



Nenhum comentário: