1.10.08

Em cartaz...


Feira Mundial de Bruxelas, 1958. Godard e Truffaut faziam parte do júri. 
A Marca da Maldade, um dos clássicos do cinema noir,era premiado.
É adaptado para o cinema, do livro "Badge of Evil", de 
Whit Masterson. Fotografia de Russell Metty, trilha de Henry Mancini e com 
Orson Welles, Janet Leigh, Charlton Heston e Akim Tamiroff.
As gravações foram marcadas por incidentes. Orson, por um engano de Heston, 
acabou na direção d'A Marca, a convite de Albert Zugsmith, produtor, que não
queria contrariar Heston. Orson mudou o roteiro já pronto. As mudanças foram
tantas que custou a demissão de Wells do filme, como diretor, ainda na pré-produção.
Janet Leigh, teria trabalhado o tempo inteiro com um dos braços quebrados - fruto
de um acidente doméstico.
Um puta filme de suspense.
Orson, antes de morrer deixou uma carta. Tim-tim por tim-tim de como o filme
deveria ser editado.
O sonho de Wells só foi realizado em 98, na refilmagem. A marca da Maldade ganha,
nessa versão "Orsoniana", 15 minutos a mais do que o original.
A Marca, de Wells, Heston e Leigh, tem em DVD.
Aluga, ou vai "às compras" na internet.

Pode ser aqui:

Nenhum comentário: