16.9.08

Há dias


Há dias em que adias.
Os dias.
Ora, a hora...
Quem se importa?

Há dias em que adias.
Tua morte, em Veneza.
Suada, a tua morte.
Há quem se importe.

Há dias em que adias.
O Norte, a sorte,
o som de Cole Porter.

Adias a tua morte, 
em Veneza. Ora, a hora...
Quem se importa?
O som é de Cole Porter;
a chave de teu mausoléu.

2 comentários:

A vida como ela está disse...

altas blogadas! ;)

[bina jares] disse...

E meu tempo tá curtíssimo. São tantas as coisas que vêm à cabeça, mas nem todas vão ao ar.