23.9.08

Dedicatória


Um livro sem dedicatória
É como qualquer outro
na prateleira, perdido,
apático como Mersault, 
de Camus.
Um livro com dedicatória
é único. É um Franz, um
Fíodor, um Albert.
Ou os três, de uma vez.


Nenhum comentário: