20.6.08

Minha trilha da semana


La Gibbons, Miss Lexotan 6 mg...garota....


1. Ramiro Mugotto

Raio

Comparando, Seu Jorge vira membro de grupo de canto orfeônico.


2. Loop B

Chegando de lá.

Tecladista em cima de base eletrônica. Tira nos de seus instrumentos feitos de lixo.

Puta som.


3. Portishead

Cowboys.

Beth Gibbons no seu melhor momento. É uma das melhores vozes femininas contemporâneas. Pra ouvir tomando chá de xá-xá. Lendo Camus, A Queda – Amsterdã, o suicídio, o sena...


4. Massive Attack

Late from horm.

Trip-hop inglês. Competência no dub. Afinal, os caras nasceram na Doug Out.


5. Hoverphonic

Pink fluffy dinossaurs.

Banda belga de trip/downtempo. 2 Wicki, deles, tá na trilha de Beleza Roubada, do Berto.


6. B¨jork

Pneumonia.

Da Last: Era ano de 1965 quando Björk Gudmundsdottir nasceu na cidade de Reikjavik, capital da Islândia, melhor país do mundo para se viver (país com maior índice de desenvolvimento humano).

Bjork Gudmundsdóttir nasceu numa comunidade de artistas, nos moldes hippies. Seus pais a encorajaram a exercitar seus talentos logo cedo. Com apenas 5 aninhos começa a ter aulas de canto em uma escola de música, na qual também aprende a tocar piano e flauta. Durante dez anos.

Nenhum comentário: