19.6.08

Maus limites


Do nervoso:

"De que adianta estar aflito
Sem poder harmonizar o dia-a-dia
E ser mais um na contramão
Enxergo meu futuro a cada passo
A cada passo eu vou sempre tropeçando
Mas levanto e não prossigo em vão."

Nenhum comentário: